Dieta bioquímica: combinações ideais de alimentos e perda de peso com saúde A dieta "mágica" faz com que o organismo aproveite melhor os nutrientes

0
Café da manhã equilibrado (Foto: Thinkstock)

Um dos modos mais comuns de fazer dieta é o famoso “fechar a boca”, mas parar de comer não é, comprovadamente, a forma mais correta de perder peso. A dieta bioquímica aposta em combinações ideais para que os alimentos sejam melhor aproveitados pelo organismo e você emagreça sem passar fome.

Alguns nutrientes são melhor absorvidos na presença de outros, como ferro na presença de alimentos ácidos, como frutas cítricas, por exemplo. Já as refeições ricas em fibras podem diminuir a absorção de certas vitaminas e minerais. “O que se faz necessário em uma dieta realmente saudável é o consumo de alimentos naturais, abolindo industrializados, farinhas, açúcares e gorduras trans. Na prática, vemos que indivíduos que seguem uma alimentação variada em vegetais (legumes frutas e verduras), carnes magras e gorduras boas têm seus minerais e vitaminas equilibrados”, explica a nutróloga Lenina Matioli.

Este tipo de alimentação combinada pode ser seguida por qualquer pessoa que queira ter saúde e qualidade de vida. “Não há risco de se levar uma alimentação saudável. A absorção de qualquer nutriente não depende somente do alimento e sim, depende de condições equilibradas do sistema digestivo, desde boa digestão até integridade da parede intestinal”.

Não existe um número exato de quilos que a pessoa perde quando começa a adotar esta dieta, já que varia de acordo com o metabolismo de cada um. É importante seguir os passos de um profissional que vai consultar os exames bioquímicos e saber como aplicar a dieta. A perda de peso nada mais é do que um reflexo da mudança de hábitos e da eliminação de açucares e alimentos industrializados da mesa.

“Esse tipo de dieta não é focada em perda de peso, mas sim na aplicação do conceito de análise bioquímica e alimentos-chave para solucionar possíveis deficiências e dessa forma uma melhor qualidade de vida em geral”, fala o nutricionista Leonardo Canellas.

Para ele, os benefícios da dieta são inúmeros, já que o foco é otimizar todas as funções orgânicas de nosso corpo. “Melhora desde a sensação de bem-estar e traz até um sono profundo e relaxante” completa.

Segunda opinião

Como o nome “dieta” sempre está muito atrelado ao emagrecimento, Lenina não gosta de usar este termo, já que os indivíduos que consomem alimentos naturais e variam os mesmos em todas as refeições não sofrem de deficiências, mesmo não usando essa teoria da “dieta boioquímica”.

“Não recomendo a adoção dessa forma de alimentação como uma ‘dieta’ visando perder peso. Recomendo sim a adoção de alimentação saudável com comidas naturais e variedade em vegetais, carnes magras e gorduras boas, pois, dessa forma, os nutrientes estarão disponíveis  e serão absorvidos. Na prática, não vemos pacientes com dietas equilibradas e naturais deficientes em vitaminas e minerais”, diz.

Ao final, os benefícios são excelentes: “se essa forma de se alimentar se baseia em alimentos saudáveis, como alimentos naturais, abolindo industrializados, farinhas, açúcares e gorduras trans, ela pode trazer o benefício de qualquer alimentação equilibrada, como mais saúde e disposição” finaliza a nutróloga.

Café da manhã (Foto: Reprodução)
Fonte: Glamour - por FELIPE CARVALHO
Comentários