Covid-19 mata ator Paulo Gustavo

0

O ator Paulo Gustavo é mais uma vítima fatal da Covid-19 no Brasil.
O ator de 42 anos estava internado no Hospital Copa Star no Rio de Janeiro desde o dia 13 de março e não resistiu na noite dessa terça-feira (4).

Paulo Gustavo foi intubado pela primeira vez no dia 21 de março.

Em primeiro de abril, a equipe médica divulgou uma nota informando que “cada dia tinha mais certeza da plena recuperação”. Paulo foi submetido a um tratamento com uma espécie de pulmão artificial, no dia 2.

No dia 3 de abril, depois de apresentar outra melhora e ficar consciente durante algum tempo. Paulo passou por uma pleuroscopia, que identificou uma fístula bronco-pleural.

No dia 11 de abril, um boletim médico informou que o quadro havia piorado e evoluído para complicações pulmonares e hemorrágicas.

Quatro dias depois, os médicos afirmaram que não havia mais sinais de hemorragia e que a coagulação havia sido normalizada.

No dia 3 de maio, um novo boletim médico foi divulgado: Paulo apresentava uma embolia pulmonar gasosa, que bloqueou vasos sanguíneos com bolhas de ar. A embolia atingiu até o sistema nervoso.

“Infelizmente, a situação clínica atual é instável e de extrema gravidade”, disse a equipe médica.

Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros nasceu em Niterói, no Rio de Janeiro, em 1978.
Em 2005, formou-se na Casa das Artes de Laranjeiras, juntamente com Fábio Porchat e Marcus Majella. A partir de então, Paulo Gustavo começou a fazer pequenas participações em novelas da Record e da Globo.

Personagem dona Hermínia deixou Paulo Gustavo famoso

Em 2006, o humorista estreou o espetáculo teatral que o tornaria famoso, o monólogo Minha Mãe é uma Peça, que ganharia uma adaptação para o cinema em 2013 e continuações em 2016 e em 2019, todos grandes sucessos de bilheteria, com 25 milhões de ingressos vendidos. A personagem, a hilária Dona Hermínia, uma dona de casa de meia idade sempre estressada, foi baseada na sua própria mãe, Vera Lúcia, mulher de personalidade muito forte.

No Multishow, ele trouxe de volta à TV o programa de humor com plateia, o Vai que Cola.

Comentários