Corruptos e abusadores de crianças não serão beneficiados por indulto de Temer deste ano Raul Jungmann disse que indulto será como o de 2016

0

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann disse para a jornalista Andreia Sadi nesta quinta-feira (27) que o texto do indulto de Natal deste ano vai adotar os mesmos critérios do indulto de 2016, excluindo do benefício presos que estiverem cumprindo penas por crimes contra a administração pública, de corrupção ou de violência sexual contra crianças.

Segundo o Blog da jornalista, o decreto do indulto, a ser assinado pelo presidente Michel Temer, foi avaliado por Jungmann e depois será enviado para o ministro dos Direitos Humanos e subchefe para assuntos jurídicos da Casa Civil, Gustavo Rocha. O ministro deve analisar o texto assim que recebê-lo.

O indulto de 2016 perdoava a pena de quem tivesse cometido crime sem grave ameaça ou violência à pessoa e já tivesse cumprido um quarto do período de prisão. Criminosos reincidentes deveriam ter cumprido um terço da pena para obter o benefício.

Comentários