Coronavírus já foi detectado em mais de 50 países e se espalha rapidamente Todo país deve estar pronto para seu primeiro caso, a primeira evidência de transmissão da comunidade e para lidar com a transmissão sustentada da comunidade ", disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus

0

O novo coronavírus continua a se espalhar rapidamente nesta sexta-feira 28, interrompendo os planos de desde grandes torneios esportivos e shows a exercícios militares planejados nos EUA e em diversos países. O número global de mortos já é superior a 2.800 e a doença fez sua primeira aparição preocupante na África.

Mais de 83.000 casos da doença COVID-19 já foram confirmados em mais de 50 países. Enquanto cerca de 36.000 dessas pessoas se recuperaram, surtos de rápido crescimento na Coréia do Sul, Itália e Irã – junto com o primeiro caso confirmado na Nigéria – mostram que a batalha para conter o vírus ainda está em seus estágios iniciais. As autoridades temem que a doença se espalhe amplamente em países com sistemas de saúde pública mais fracos, especificamente na África e na América Latina.

Nos EUA, pelo menos 60 pessoas estavam sendo tratadas para o COVID-19 na quinta-feira, a maioria delas evacuada da Ásia. A origem de um caso, uma mulher na Califórnia, tem sido impossível para os médicos rastrearem, levando o CDC a avisar que os EUA provavelmente viram seu primeiro caso de “disseminação comunitária”.

O chefe da Organização Mundial da Saúde disse que esse tipo de transmissão, de origem desconhecida e possivelmente da população em geral, representa o terceiro dos quatro estágios de surtos nos quais todas as nações devem estar preparadas: “Todo país deve estar pronto para seu primeiro caso, a primeira evidência de transmissão da comunidade e para lidar com a transmissão sustentada da comunidade “, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

“Não somos indefesos”, insistiu Tedros, exortando “todos os países e todas as pessoas” a ajudar a garantir que os casos sejam detectados precocemente e que as autoridades sejam capazes de rastrear contatos, prestar cuidados e evitar transmissões comunitárias generalizadas.

Comentários