Conheça o perfil do novo pai, segundo o Google

0

O conceito de pai está mudando. Cada vez mais, quebram-se paradigmas e verdades que, outrora, estavam estabelecidas. Perto do Dia dos Pais, na busca pelo perfil de consumo na data e seus impactos econômicos, o Google Consumer Survey fez um levantamento on-line que analisa como os pais brasileiros se enxergam em propagandas relacionadas à data comemorativa. Os resultados mostram uma insatisfação com estereótipos há muito tempo consolidados.

Foram entrevistadas 500 pessoas com 18 anos ou mais, que responderam perguntas relacionadas à paternidade. A pesquisa mostra que somente 35% se identificam com a imagem de pai que aparece nas propagandas. Juntos, pais que não (38%) se identificam ou raramente (27%) somam 65%.

Os estereótipos que mais sofrem rejeição, de acordo com o levantamento, são: o pai perfeito (41%); aquele com papel secundário na criação dos filhos (32%); e o pai muito rígido ou autoritário (30%).

Os entrevistados também responderam como gostariam de ser retratados nas propagandas. 38% preferiria ver o pai participando dos cuidados diários dos filhos; 35% o pai dividindo igualmente a responsabilidade de criar os filhos; e 32% dividindo as responsabilidades de casa.

Efeitos

A psicóloga comportamental Letícia Rodrigues Santana explica que essa diferença é consequência de um movimento social que ganhou força, principalmente, a partir dos anos 90, com pessoas mais livres de estereótipos.

“A criança ganha muito com esse novo comportamento dos homens. Afinal, a maior participação do pai melhora a qualidade de afeto dentro de casa, a criança cresce em um ambiente colaborativo e, além disso, fortalece a autoestima dela”, explica Rodrigues.

Em casa

Neste ano, os brasileiros vão passar o Dia dos Pais em casa. Cerca de 85% das pessoas que responderam à pesquisa do Google Consumer Survey pretendem passar a data comemorativa sem sair, seja na casa dos pais, filhos ou avós. Dos entrevistados, somente 8% vão celebrar em restaurantes e outros lugares e 7% não costuma comemorar.

MAIS DADOS DA PESQUISA

Você se identifica com a imagem de pai que aparece nas propagandas?

  • Sim – 35%
  • Não – 38%
  • Raramente – 27%

Quais características não te representam nas propagandas?

  • Pai perfeito – 41%
  • Pai com papel secundário/coadjuvante na criação dos filhos – 32%
  • Pais muito rígidos e autoritários – 30%
  • Pai que está sempre trabalhando e pouco presente em casa – 27%
  • Pai só presente na hora da diversão: brincadeira, futebol – 26%
  • Pai pouco atuante nos cuidados diários e no cotidiano – 23%

Quais características sobre os pais e a paternidade você gostaria de ver retratadas nas propagandas?

  • Pais participando dos cuidados diário dos filhos – 38%
  • Pais dividindo igualmente a responsabilidade de criar os filhos – 35%
  • Pais dividindo as responsabilidades de casa – 32%
  • Pais protagonistas na criação dos filhos – 30%
  • Os medos e desafios da paternidade – 28%
  • Famílias além do formato tradicional (pai, mãe e filhos) – 17%

Homens cujos pais participavam de forma mais equitativa em casa são 1,5 vezes mais propensos a fazer o mesmo.

O pai divide igualmente a responsabilidade?

  • De criar filhos – 39%
  • De cuidar da casa – 36%

Fontes: Google Consumer Survey (maio/2019), IBGE/PNAD 2015, Promundo Estudo Images (International Men & Gender Equality Survey)

Comentários