Cinco presos por fraudes no Ibama

0

A Polícia Federal (PF) realiza nesta manhã a Operação Tokens, para investigar supostas fraudes em certificados digitais de fiscais e gestores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para permitir atividades produtivas em áreas embargadas no Pará e em Mato Grosso por agricultores, pecuaristas e empresários do segmento florestal.

Na manhã desta terça-feira (15) a PF prendeu acusados de utilizar dados do Ibama e realizar alterações indevidas nos sistemas do órgão, utilizando certificados digitais.

Foram constatados 122 desembargos irregulares em nome 54 pessoas físicas ou jurídicas.

O prejuízo estimado é de R$ 150 milhões em multas não recolhidas e descumprimento de embargos em áreas ambientais sensíveis da Amazônia Legal.

A PF cumpriu 48 mandados de busca e apreensão em empresas e residências de pessoas que foram beneficiadas com as fraudes. Cinco pessoas foram presas, entre elas falsificadores e estelionatários membros da associação criminosa.

As ordens judiciais foram expedidas pela Justiça Federal do Distrito Federal e cumpridas em Goiás, Tocantins, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Distrito Federal.

Comentários