BOMBA: BOLSONARO MANDOU MORO SE DEMITIR, MOSTRAM MENSAGENS EM INVESTIGAÇÕES Bolsonaro pediu até para que a demissão fosse feita "aberto para a imprensa"

0

Ao contrário das acusações de traição que vêm sendo alardeadas pelos bolsonaristas contra o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro, ele não saiu do governo sem motivos, mas por pressão de Bolsonaro que inclusive pediu para que se demitisse aberto a imprensa.

Segundo o site UOL, o relatório entregue ao STF nesta quarta-feira (2), a Polícia Federal incluiu uma troca de mensagens inédita, por telefone, entre Jair Bolsonaro e o então ministro da Justiça Sergio Moro na qual o presidente diz que os ministros que contrariam o presidente devem se demitir, sugerindo que era o caso do ex-juiz federal.

O relatório analisou as conversas trocadas entre Bolsonaro e Moro durante o mês de abril, do dia 12 ao 23. Elas foram entregues pelo ex-ministro à PF no inquérito que apura suposta intervenção indevida de Bolsonaro na cúpula da PF. Na tarde do último dia 12 de abril, segundo o relatório da PF, Bolsonaro encaminhou para Moro a cópia de uma reportagem publicada pelo jornal “Valor Econômico” na qual o então ministro aparece dizendo que a polícia poderia impor coercitivamente medidas de isolamento social e quarentena na crise do novo coronavírus. A reação de Bolsonaro foi furiosa e ameaçadora, como se vê pela mensagem enviada ao então ministro. Bolsonaro: “Se esta matéria for verdadeira: Todos os ministros, caso queira [sic] contrariar o PR [presidente da República], pode fazê-lo, mas tenha dignidade para se demitir. Aberto para a imprensa”. Moro respondeu que “o que existe é o artigo 268 do CP [Código Penal]. Não falei com a imprensa”.

Comentários