Bolsonaro tira demarcação de terras da Funai

0

Serviço Florestal também segue para ministério da Agricultura

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) transferiu para o Ministério da Agricultura as tarefas de identificar, delimitar e demarcar as terras indígenas.

O Serviço Florestal Brasileiro também fica sob a responsabilidade do ministério da Agricultura que passa a ter entre suas funções a recuperação da vegetação nativa e recomposição florestal, a proposição de planos de produção sustentável e o apoio aos processos de concessão florestal.

Antes, a responsabilidade sobre as terras indígenas ficava com o ministério da Justiça, sob a batuta da Fundação Nacional do Índio (Funai).

A demarcação de quilombolas era de responsabilidade do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, o INCRA dentro da estrutura do ministério da Agricultura e passa a ser responsabilidade da ministra Teresa Cristina, assim como o Serviço Florestal que antes era responsabilidade do ministério do Meio Ambiente.

Comentários