Bolsonaro quer uma PM para chamar de sua

0

Os governadores abriram o verbo contra a ideia do presidente, Jair Bolsonaro de conseguir aprovar no Congresso Nacional, projetos de lei que pretendem conferir ‘autonomia’ às polícias e retirar poder dos governadores.

Ao contrário de dar autonomia, Bolsonaro quer ter o controle sobre os policias militares, se queixam governadores.

O de São Paulo, João Doria disse que ė “radicalmente contra” os projetos de lei que pretendem conferir ‘autonomia’ às polícias e retirar poder dos governadores.

“Nossa posição é radicalmente contra”, disse Doria, na coletiva de imprensa sobre vacinação nesta segunda-feira (11). “Já transmitimos inclusive aos nossos líderes em Brasília, na Câmara Federal e no Senado, a posição contrária a essa proposta que veio do Legislativo, mas inspirada no Palácio do Planalto, nessa visão de quem gosta de pólvora, de cheiro de pólvora, que é o presidente Jair Bolsonaro”.

Doria disse ter percebido, no grupo de WhatsApp de governadores, que essa é a posição da maioria deles.

“Qual a razão disso? Se historicamente as polícias militares, assim como a Polícia Civil, sempre atenderam dentro da hierarquia a orientação dos governos estaduais? Não há nenhuma razão que justifique, exceto a militarização desejada pelo presidente Jair Bolsonaro para intimidar governadores através (sic) de força policial militar”.

“Nossa posição é contra, e contra ela trabalharemos”, disse Dória.

Comentários