Bolsonaro diz que faltou pouco para crise institucional e cobrou STF sobre Ramagem Presidente falou cedo na saída do Alvorada

0

Em entrevista logo cedo na porta do Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro seu atacou o ministro do STF, Alexandre de Moraes, que proibiu o delegado Alexandre Ramalho de assumir a direção da Polícia Federal.

Bolsonaro disse que foi desrespeito ao presidente da República e que ele ainda não engoliu a decisão. O presidente disse que se Ramagem não pode assumir a PF, não poderia também comandar a ABIN, agência de inteligência do governo.

“Tirar em uma canetada, desautorizar um presidente da República com uma canetada, dizendo em impessoalidade. Ontem quase tivemos uma crise institucional. Quase, faltou pouco. Eu apelo a todos que respeitem a Constituição (…). Eu não engoli ainda essa decisão do senhor Alexandre de Moraes. Não engoli. Não é essa forma de tratar o chefe do Executivo, que não tem uma acusação de corrupção, que faz tudo possível pelo seu país.” disse Bolsonaro.

A decisão de Moraes foi baseada na impessoalidade e a diferença entre os cargos é que a Polícia Federal é uma instituição do Estado Brasileiro e a ABIN é uma agência de governo, com regras diferentes.

Bolsonaro disse que estava embarcando para o Rio Grande do Sul.

Assista aqui: https://lm.facebook.com/l.php?u=https%3A%2F%2Fyoutu.be%2Fnw31o_MlLO8%3Ffbclid%3DIwAR3jJjpzadKZA7o2LirNZWq1HV0Zj_Qv1MqlzTmYo-AEy0LgBF8zQvZSLss&h=AT2UneCYffE17s9aTOKpUzxSHXsJdgXuztLA8Brdqbeay4cK4q5bPrIg0rmrHLUrl9QzYyueMdmpk8DZXkwr3zC-b2c5rUNWtifsOQ4CUa_wCZvqdk5BZFZtU_l5vJwareUCidwiSRNBbYrQ_shzPJDjgMjbrqR1yIlr0w

Comentários