Azul comemora 10 anos com festa em Viracopos Aérea registra mais de 800 decolagens diárias e já é a maior do Brasil em cidades atendidas

0

Em 2008, o americano David Neeleman e mais 3 executivos brasileiros visitavam pela primeira vez o aeroporto de Viracopos, em Campinas, em busca de um HUB (centro de distribuição de voos) para a companhia aérea que ele estava para fundar.

Na época, apenas 18 voos diários operavam no gigante terminal. Os executivos, prestes a serem contratados, observavam o futuro patrão incrédulo, andando de um lado para o outro, no meio de um prédio às moscas. Preocupado, um deles chamou o colega num canto e cochichou:

“Nos ferramos!”

Neeleman então se dirigiu aos três:

“Gente, esse aeroporto está vazio!

Um dos executivos já ia baixando a cabeça imaginando o fim do projeto que mal nascera quando Neeleman em seu bom português com sotaque de gringo festejou:

“Vamos encher esse lugar de passageiros com nossos aviões e ganhar muito dinheiro!”

Apenas 9 meses depois, a Azul Linhas Aéreas já contabilizava 1 milhão de passageiros, o que rendeu comemoração.Atualmente, Viracopos se tornou por meio dos voos da Azul o maior centro de conexões da América Latina em destinos domésticos diretos.

“Fizemos uma festa no aeroporto, contratamos banda, e eu pedia aos músicos que tocassem os instrumentos ainda mais alto quando passávamos em frente aos guichês das nossas concorrentes”, brinca Gianfranco Beting, o Panda, ex-diretor de Marketing da empresa, filho do falecido jornalista Joelmir Beting.

Em 2010 a Azul decolou rumo a luta contra o câncer de mama ao receber sua primeira aeronave pintada em cor-de-rosa, um E-Jet 195, e adotou o Outubro Rosa como a sua principal causa social. Em seguida, a companhia ampliou a sua atuação social no Brasil e passou a apoiar ONGs que ajudem o país a se desenvolver no campo social e impactar nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável em saúde, educação e desenvolvimento local.

Com foco na aviação regional, mas sem deixar operar nos grandes centros, atualmente a Azul atende o Brasil em mais do que o dobro de cidades em relação às demais empresas do setor. Ao todo, 112 destinos recebem as 120 aeronaves da companhia, sendo 102 no Brasil e 10 no exterior. Apontada como a companhia aérea que mais contratou em 2018, a Azul conta com mais de 12 mil funcionários, chamados internamente de “Tripulantes”, para valorizar todas as funções e não apenas pilotos e comissários.

No último sábado (15), a Azul realizou em Viracopos uma grande festa para funcionários e convidados, incluindo Jornalistas e apresentadores de canais especializados no YouTube, como Juliana Steck (Ju Helps), Jayme  Drumond (Carioca no Mundo) e Fernando de Borthole (Programa Aero). Os organizadores exibiram no pátio todos os modelos da frota e liberaram uma visitação ao interior do novíssimo A330-900, incorporado recentemente. O acesso ao cockpit não foi liberado por questões de segurança, já que a aeronave iria operar no final do dia.

Os funcionários contratados no primeiro ano da companhia foram presenteados com maquetes de aeronaves e seus respectivos nomes e sobrenomes gravados nas miniaturas.

Em 2018 a Azul conquistou o prêmio de melhor companhia aérea da América Latina pelo TripAdvisor Travelers’ Choice e pela Kayak Flight Hacker Guide, além de eleita a melhor companhia aérea regional da América do Sul pelo oitavo ano consecutivo pela Skytrax.

“Queremos celebrar essa data tão importante para a Azul com quem nos ajudou a construir uma das melhores companhias aéreas do mundo”, destacou o presidente da Azul Linhas Aéreas, John Rodgerson.

Comentários