APAGÃO: JUSTIÇA AFASTA DIRETORIA DA ANEEL E DO ONS

0
Macapá está completamente no escuro após novo apagão nesta terça-feira (17) — Foto: Rede Amazônica

Após um novo apagão no estado do Amapá a justiça federal afastou a diretoria dá agência Nacional de energia elétrica ANEEL.

Também foi afastada a diretoria do Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS. A determinação é de afastamento imediato.

A população do Amapá está privada do fornecimento regular de energia desde o dia 3 de novembro, quando um incêndio em uma subestação levou ao primeiro apagão que atingiu 13 das 16 cidades do estado.

No dia 8 de novembro, começou a operar no Amapá um sistema de rodízio, em que cada parte do estado tinha acesso à eletricidade durante algumas horas do dia, mas com inúmeras quedas e reclamação. Na semana passada o governo federal anunciou ajuda para aluguel de geradores que reforçariam o fornecimento de energia até a solução do problema.

Com a crise, a capital do estado e cidades do interior têm registrado protestos. Além disso, o problema levou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a adiar as eleições municipais em Macapá.

Antes de ser afastada A diretoria da divulgou uma nota justificando o apagão.
falha no fornecimento ocorreu a partir das 20h27 de terça e a demora no restabelecimento se deveu “a uma sequência de eventos.”

De acordo com o ONS às 20h27 de terça feira 17, ocorreu o desligamento automático do transformador da subestação Macapá e da hidrelétrica de Coaracy Nunes;
o desligamento provocou a interrupção de 183 MW de carga no estado do Amapá;
às 20h15, o processo de recomposição do fornecimento de energia foi iniciado de forma gradual;
às 21h03, houve novo desligamento da subestação Macapá;
às 21h10, foi feita uma nova tentativa de retomada da carga;
às 21h20, o transformador desligou pela terceira vez;
às 21h36, foi dado início em nova retomada da carga;
à 1h04 de quarta-feira, a carga no estado foi normalizada.
“O ONS identificou que os desligamentos podem ter sido causados no momento da energização da linha de transmissão Santa Rita – Equatorial, em 69 KV. A linha está sendo mantida desligada até avaliação a ser realizada pela CEA, distribuidora local. O ONS continua acompanhando a situação no Estado”, finaliza a nota.

Comentários