Aos 99 anos ex-combatente vence coronavirus e tem alta em Brasília Ésta é a segunda guerra vencida pelo soldado

0

O segundo-tenente Ermando Piveta, ex-combatente da Força Expedicionária Brasileira (FEB), recebeu alta hoje do Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, após ser curado de Covid-19.

Ele tem 99 anos. O ex-combatente chegou ao HFA no dia 6 de abril, ficando internado por 8 dias na “Ala COVID” do hospital, reservada para os casos positivos da doença. Ele vence mais uma batalha, agora contra o novo coronavirus, recebendo alta no mesmo dia em que se comemoram 75 anos da “Tomada de Montese”, exitosa campanha das tropas brasileiras na Itália, durante a II Guerra Mundial.

O ex-combatente da FEB partiu de Itu-SP e foi até Dakar, a bordo do navio Almirante Alexandrino. No retorno, atuou nas ações de guarda da costa brasileira (Fernando de Noronha, Pontal do Cururipe-AL, Natal e Recife).

O ministério da Defesa destacou a competência profissional dos médicos e enfermeiros daquele hospital no combate à COVID-19, conseguindo a cura de um herói brasileiro.

Em setembro de 1942, quando eram vividos dias amargos da II Guerra Mundial, o 4º Regimento de Artilharia Montada (4º RAM) deslocou-se via férrea até o Rio de Janeiro, com o efetivo de guerra do seu 2º Grupo. Nessa ocasião, escoltado por embarcações e aviões militares, seguiu a bordo do navio Almirante Alexandrino até Dakar, no Senegal, para treinamentos e futuras mobilizações. Em seguida, retornou para Maceió-AL, a fim de cumprir missão de guerra. O Regimento, destacado em Pontal do Coruripe e Porto de Pedras, manteve-se em condições plenas de defender o nosso território e rechaçar o inimigo estrangeiro até o final da Grande Guerra.

Comentários