Aniversário de Jim Morrison

0
1439

Slide1Por Hanna Moser – Publicitária do Rockimages (16)

Jim Morrison há 44 anos preferiu não perder a idade preferida de morte dos geniais os 27 anos como Janis Joplin, Jimi Hendrix, Kurt Cobain. Uma lenda que alimenta a curiosidade do que poderia ter sido produzido se ele estivesse vivo. A história do The Doors e do Jim Morrison é regada de mistérios, ocultismo, xamanismo visto a escolha do nome da banda que foi inspirada em uma referência à poesia de William Blake e à prosa de Aldous Huxley, “Quando as portas da percepção estiverem abertas, tudo será visto como realmente é; infinito” o nome era referência direta do livro de Huxley, As Portas Da Percepção.

O tecladista Ray Manzarek somado com o baterista John Densmore e o guitarrista Robby Krieger deram a junção perfeira de um blues, rock psicodélico. Agora como sempre na história da música eles tiveram a ajuda de Paul A. Rotchild que depois de ver talentosa banda no começo não perdeu o momento, levou o Doors para o estúdio e gravou todo o repertório da banda em seis dias. Mais uma semana para as mixagens e escolha das músicas, o primeiro LP, The Doors estava disponível para o mundo.

Rotchild em 1967 para o álbum Break On Through/End Of Nigth, fez um “dinosauro“ do video clip para ser utilizado na comunicação com a estratégia de usar o filme promocional para divulgar uma música, essa era uma ação muito incomum na época. A divulgacão somada a vários e inusitados formatos de expressar seu trabalho traz de fato uma visibilidade maior. Claro que a energia e o talendo da banda somada com o front man Sex Symbol (ele odiava o rótulo de sex symbol, achava que atrapalhava a expressão do seu trabalho) como Jim Morrison que fez The Doors ser eternizado. Jim Morrison o artista polêmico e inquieto que levou misticismo, poesia, e filosofia ao rock no The Doors.

Comentário em vídeo: Nelson Mota

Texto Hanna Moser

Comentários