Á tout l´heure! Au besoin on connaît l’ami.

0
822

Paris a cidade luz!

 

Correspondente Especial – Jornalista: Alessandra Sampaio

 

De fato há algo que ainda brilha, mas não se engane Paris não é tão romântica como nos filmes. Não é incomum pessoas virem a Paris e se decepcionarem, as expectativas antes de vir são grandes.

No entanto, pode ficar tranqüilo que a cidade irá te surpreender, pois quanto mais Paris você descobre muito mais há para conhecer. A cidade é rica em história e consegue ser rica em novidades. É realmente uma cidade fascinante!

Há sim uma atmosfera encantadora no ar, há beleza nos jardins bem cuidados espalhado pela cidade, nos prédios antiqüíssimos e parece que as imagens já tem um filtro natural, em tom sépia!

O francês é sem dúvida uma língua bonita, você pode não falar, mas ouvir a língua que as pessoas falam enquanto correm apressadas pelos metr13607948_10206588812978417_1988616378_nôs, nas ruas, bares e cafés é um deleite. Apesar de todos os problemas que as grandes cidades enfrentam há uma busca pela harmonia, pelo respeito e cultura de cada nação que se encontra aqui. Há muitos imigrantes árabes, indianos, asiáticos e bairros tomados por uma só nacionalidade é uma das cidades mais cosmopolitas que existe no mundo. Ela abraça todo mundo! Mas não sorri para todos.

Paris (1)A vantagem de ser tão abrangente é que ha Paris para todos os bolsos, do créme de la créme, ao bairros mais em conta, onde você vai encontrar mulheres de burca e homens barbudos indo a casas de chá. Tudo isso com aquele cheiro de kebab que permeia todo o bairro. É relativamente fácil se locomover aqui todo mundo usa o metrô e não tenha medo de usa lo é bem didático como funciona. Mas pra facilitar sua vida, baixe o app metro Paris ele descobre a forma mais simples de você chega ao seu destino.Paris (11)

Diz onde você deve fazer a baldeação do metrô caso seja necessário. E geralmente é necessário.

Paris (8)

E essa história que francês não gosta de falar inglês é lenda! Talvez isso de fato acontecesse há um tempo atras, mas tudo muda. Obviamente eles preferem falar sua própria língua, mas eu ainda não encontrei um francês que não falasse inglês. O inglês é a língua universal, inevitavelmente todo mundo vai se adaptando a essa realidade. E quando chegamos a uma cidade nova e nos adaptamos a essa realidade percebemos os costumes dos habitantes por mais que nos cause estranheza inicialmente, é da natureza humana se adaptar.

Paris (5)

É a terceira vez que venho a Paris e me lembro que na primeira vez achava super estranho ver as pessoas pulando catraca no metrô ou quando você vai passar a roleta vem alguém e atravessa com você. As vezes as pessoas pedem as vezes não. Eu aderi a esse costume parisiense de pedir “uma caroninha” pra atravessar a roleta e nunca me negaram e quando me pediram eu também não neguei. Assim tudo circula.

Paris (2)

Uma dica: sempre ande com um ticket do metrô dependendo da estação acontece umas blitz. Conforme vai aprendendo a navegar na cidade melhor se ajusta as velas. Há estações que você pode fazer isso outras não.. Tudo vai aprendendo.

Eu poderia dar um roteiro de turismo, mas a idéia de ficar com um mapa na mão e uma câmera no pescoço não me emociona. Vá aos clássicos tire umas fotos, mas permita-se perder-se na cidade é a melhor forma de conhece-la!

Paris (9)

Umas dicas básicas pra você entender um pouco Paris e se perder pra se encontrar. 

Paris é formada por 20 distritos os chamados arrondissements.

Em volta de Paris, há uma imensa periferia, formada por centenas de pequenas cidades. Algumas lindas e agradáveis e outras difíceis e violentas.

Se você ficar em alguma das 20 arrondissements, isso é ótimo por que não importa onde você esteja, você estará aproximadamente 500 metros de uma estação de metrô. Isso é uma grande vantagem. Mobilidade é tudo!

Dica dos bairros:

O 1 é onde se encontra o Louvre, o Palais Royal e a rue Saint Honoré

O 4 é a parte mais simpática do Marais, bairro boêmio, vanguardista e onde se encontra os restaurantes e lojas gays. É muito legal essa bairro!

O 6 e o 7 os bairros mais refinados e elegantes de Paris. O 6 elegante e intelectual.

O 7 burguês, o bairro da torre Eiffel

O 8 o bairro da alta costura, dos negócios da famosa Avenue Champs Elysées, e Arco do Triunfo.

O 9 o bairro de consumo, lá se encontra as Galerias Lafayettes e o mega Shopping Primtemps. As grandes marcas estão lá.

No 16 tem o Trocadéro, elitista com uma população cosmopolita.

O 12, 13, 14, 15 e 17 são bairros residenciais e mais afastados do burburinho parisiense.

O 10,11, 18, 19 e 20 são bairros populares da cidade sendo que o 10 e o 11 estão mais e mais jovens descolados.

Não se esqueça que isso são linhas gerais, a Montmartre turística, por exemplo se encontra no 18.

Paris é a cidade mais visitada do mundo não é a toa. Vale a pena se perder por aqui. ( ;

Texto e fotografia por: Alessandra Sampaio

 

 

Comentários